Tag Archive | TPM

Outubro Rosa – Cuidados da mulher adulta

Para cada idade, temos vários exames preventivos que precisam ser realizados, assim evitamos o aparecimento de doenças. Este mês, em que lembramos a prevenção do câncer de mama, vamos aproveitar para falar um pouco da saúde da mulher em cada etapa da vida:  adolescência, idade adulta, menopausa e pós menopausa. Nos acompanhe nesta série!

Depois da adolescência, os cuidados com a saúde da mulher devem ser reforçados.

vida adultaNa vida adulta geralmente a mulher já tem vida sexual, e a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis é um dos pontos chaves desta época da vida. Cuidados para evitar HIV e hepatites são fundamentais, mas também incluímos sífilis, trichomonas e herpes genital, que são transmitidas pelo ato sexual. A consulta regular com o ginecologista, a coleta do papanicolaou e os exames de rotina – ultrassom de mamas, transvaginal ou pélvico via abdominal são armas para controle.
Além disso é perto dos 30 anos que a mulher tem seu pico de massa óssea, portanto uma alimentação com a quantidade correta de cálcio – 3 porções de leite e derivados por dia – controle dos níveis de vitamina D no sangue e exercícios com impacto são os pilares da construção de uma boa massa óssea. E osso forte é osso com menor risco de osteoporose no futuro.
O controle do peso, é fundamental nesta etapa da vida. Risco de diabetes, pressão alta e alterações de colesterol estão intimamente ligados ao ganho de peso. A dica aqui é uma rotina saudável: a prevenção de doenças no futuro depende da saúde do presente!

Outubro Rosa

Para cada idade, temos vários exames preventivos que precisam ser realizados, assim evitamos o aparecimento de doenças. Este mês, em que lembramos a prevenção do câncer de mama, vamos aproveitar para falar um pouco da saúde da mulher em cada etapa da vida:  adolescência, idade adulta, menopausa e pós menopausa. Fadolecenciaique ligado e nos acompanhe nesta série!

A adolescência é época de grandes transformações no corpo da mulher, é na adolescência que a menina ganha consciência corporal. Para que este desenvolvimento seja saudável, ela precisa de cuidados.
O primeiro passo é a consulta com o ginecologista. O momento certo vai ser indicado geralmente pelo pediatra, mas é importante uma conversa com a família e a própria adolescente para ajudar a decidir como e quando.
É na adolescência que o corpo da menina termina de ser formado. O peso acima do recomendado nesta época determina maior risco de desenvolvimento de ovários policísticos e resistência à insulina – que aumenta a tendência de diabetes na vida adulta.
Além disso, a vacina do HPV – as 3 doses – e os cuidados com a carteira de vacinação são importantes para prevenir doenças como câncer do colo de útero, rubéola e tétano.
Também é preciso tomar cuidado com a pele – aplicando sempre o filtro solar – pois o risco de câncer de pele aumenta com a exposição solar cumulativa ao longo da vida. Ou seja, o sol em excesso e sem filtro na adolescência e na infância pode aumentar os riscos de câncer de pele no futuro. Pense nisso!

Entenda a dor de cabeça que acontece durante o ciclo menstrual

24/07/2013

Enxaqueca catamenial é consequência da oscilação hormonal e tem tratamento

Ela começa cerca de dois dias antes e pode perdurar por até dois dias depois do início da menstruação. Muitas vezes é acompanhada de intolerância à luz e ao barulho, além de enjoo e mal estar. Conhecida por cerca de metade das mulheres, a enxaqueca catamenial é aquela dor de cabeça que acontece durante o ciclo menstrual e precisa ser corretamente diagnosticada e tratada.

O estrógeno e progesterona são os principais hormônios que regulam o ciclo menstrual na mulher. Esses hormônios permanecem em níveis elevados até bem próximo ao início da menstruação, quando então seus níveis no sangue caem. É justamente essa oscilação hormonal, principalmente devido à diminuição dos níveis de estrógeno no sangue, que causa a enxaqueca catamenial. Isso porque um dos papéis do estrógeno é controlar os níveis cerebrais de serotonina, o hormônio do bem-estar. Quanto mais estrógeno, mais serotonina e, quando os níveis de estrógeno caem, os níveis de serotonina também caem. A redução da serotonina causa o aumento no organismo da chamada substância P, que atua causando vasodilatação – e é justamente esta vasodilatação a causa da enxaqueca.

A enxaqueca pode ser acompanhada de oscilações do humor, cólicas menstruais e dores nas mamas, fazendo parte da conhecida tensão pré-menstrual, ou TPM. Mesmo as mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais não estão livres desse tipo de enxaqueca, pois na “pausa” da tomada do medicamento também acontece esta diminuição do estrógeno.

Muitas vezes é necessário que a mulher troque o anticoncepcional na tentativa de evitar a enxaqueca catamenial. As pílulas normalmente contém estrógeno e progesterona em diferentes dosagens a depender da marca – são chamadas de anticoncepcionais combinados. Algumas pílulas de dosagem hormonal mais baixa são menos associadas à enxaqueca.

Para mulheres mais predispostas a ter a enxaqueca catamenial ou associada à pausa do anticoncepcional, as pílulas que contem apenas progesterona podem ser uma opção, além do uso dos anticoncepcionais de forma continuada, sem pausa. Uso de anti-inflamatórios alguns dias antes da menstruação também pode reduzir a enxaqueca e os sintomas da TPM.