Tag Archive | obesidade

Manhê… A senhora esta comendo muito açúcar??

mãe 3Os carboidratos simples são aqueles que tem a menor estrutura molecular, e por isso são mais rapidamente absorvidos pelo intestino. O intestino funciona como se fosse uma grande esponja, se a molécula for menor, mais rápido ela será absorvida, quanto maior, mais lenta. Frutas, mel, xarope de milho, leite e derivados, açúcares são exemplos de alimentos que contém carboidratos simples. 

Como a glicose entra rápido na corrente sanguínea, o pâncreas libera grande quantidade do hormônio insulina. A insulina faz com que os níveis de glicose no sangue caiam, pois faz com que a célula abra suas portas para absorvê-la. A velocidade que a glicose entra na corrente sanguínea é chamada de índice glicêmico.

Este processo é diferente quando os carboidratos complexos são ingeridos. Eles tem a estrutura molecular maior, e geralmente são conhecidos como as fibras alimentares (celulose, hemiceluloses, pectinas, gomas, mucilagens) que não são digeridos pelo trato gastrointestinal humano. O amido, apesar de não ser fibra e ser digerido pelo nosso corpo, é um carboidrato complexo – uma exceção a este raciocínio pois tem índice glicêmico alto, como conversamos nos posts da semana passada.

O grande problema do excesso de açúcar e dos carboidratos de alto índice glicêmico é que eles forçam o nosso pâncreas a liberar uma maior quantidade de insulina em um menor período de tempo, e isso aumenta o risco de diabetes tipo 2, por exemplo. Além disso, há um maior risco de aumento do peso, porque os carboidratos simples estimulam os centros de recompensa cerebrais e a tendência é que a pessoa acabe ingerindo mais alimentos ricos em carboidratos sempre.

Não é um bom argumento para reduzir o açúcar?
#EndocrinologiaEmDia #Saúde #SemanaDasMães#AmorQueNãoSeExplica #AmoMinhaMãe#CuidoDaMinhaMãe

Semana do dia das Mães: Manhê, a senhora já fez seu Checkup??

mãe 1É semana do dia das mães, e é você que vai cuidar dela desta vez!

Aqui no Endocrinologia em dia, esta semana será dedicada a elas: as mães. Mas, em vez de ganharem apenas elogios (que claro, elas merecem, e muito), vamos fazer diferente… em vez delas cuidarem de nós, vamos inverter. Em cada dia da semana, será uma dica diferente de como elas podem se cuidar melhor! Confira o post sobre a importância de se fazer o checkup.

Querida mãe, já estamos em maio, e precisamos checar se seus exames estão em dia. Não importa a idade da mamãe, os exames básicos precisam estar em dia, como por exemplo, os ginecológicos. Além disso, as taxas de açúcar, colesterol, tireoide, funcionamento dos rins e fígado devem ser checadas no mínimo anualmente.

Após os 40 anos, recomenda-se que a mulher realize a mamografia uma vez por ano. E antes dos 40 anos, a indicação da mamografia vai depender se a mulher tem fatores de risco como história de câncer de mama na família, exposição à radiação no tórax, e alterações ao exame físico das mamas. O exame do colo uterino com a coleta de material para o Papanicolaou também é fundamental para a prevenção do câncer neste local.

Com relação aos ossos, o exame principal para o diagnóstico da osteoporose é a densitometria óssea, que é recomendada para todas as mulheres acima dos 65 anos e para as acima dos 60 anos que tenham fatores de risco – como história na família, história de fratura, tabagismo e história de abuso de consumo de álcool.

Quando ficamos atentos aos exames básicos de cada idade, conseguimos evitar e diagnósticar precocemente uma série de doenças.
#EndocrinologiaEmDia #Saúde #SemanaDasMães#AmorQueNãoSeExplica #AmoMinhaMãe#CuidoDaMinhaMãe

Será que comer proteínas acelera a queima de calorias?

proteinas queima caloriasEstudos sugerem que sim, que o nosso corpo necessita de mais energia para digerir alimentos de maior conteúdo de proteína.

Dessa forma, a idéia é que em todas as nossas refeições tenhamos sim uma fonte de proteína. Mas, vale um alerta. Não é porque comer proteínas acelera a queima de calorias que devemos nos alimentar só de proteínas, e aí está o maior erro das dietas radicais.

Nosso corpo depende que cerca de 50% das calorias da dieta sejam de fonte de carboidratos para manter órgãos vitais funcionando harmonicamente, como cérebro, hemácias – glóbulos vermelhos e retina. Em caso de falta de carboidratos, nosso organismo lança mão das reservas de gordura e entramos em cetose.

Certos pequenos graus de cetose não geram maiores problemas, e é o que queremos e precisamos na hora de perder peso. Porém semanas em cetose podem desencadear sintomas como fadiga, irritabilidade, perda de concentração, enjoo, fraqueza e tremores.

Aqui é uma questão de equilibrar a ingestão de proteínas na quantidade certa para seu corpo sem extrapolar nas calorias.