Tag Archive | dieta

Comer quando está sentindo fome ou comer porque sentiu vontade?

comida conforto 2Comer quando está sentindo fome ou comer porque sentiu vontade?

O ato de comer nos seres humanos está há muitos séculos separado do simples fato de sentir o estômago roncando. Hoje, com a obesidade alcançando níveis alarmantes, a ciência tem se debruçado cada dia mais sobre o que realmente nos faz comer. E esta jornada começa muito antes de sentirmos fome.
Ingerir alimentos está ligado ao sistema básico de manutenção da vida, pois sem energia nosso corpo não funciona. Existe uma rede de mecanismos do nosso corpo que disparara vários sinais ao cérebro alertando que precisamos de energia. Uma vez que este sinal periférico, geralmente um sinal hormonal, chega ao cérebro, ocorre uma resposta no centro processador de informações cerebrais: o hipotálamo. E é a partir do hipotálamo que a ordem é dada – precisamos de comida.

Mas nem sempre comemos porque sentimos fome. Muitas vezes comemos porque sentimos vontade. Este mecanismo, que tem sido amplamente estudado, envolve basicamente 2 teorias: a primeira é a de que você come porque gosta de determinado alimento e a segunda é que você come porque é recompensador. Esta última, é chamada de busca-recompensa, e é ele que está ligado ao comportamento que, no final, nos leva aos alimentos conforto.

Mas porque gostamos mais de chocolate do que de alface? Porque os alimentos em mais gordura e açúcar estimulam determinadas áreas cerebrais ligadas ao prazer e à recompensa. Uma experiência positiva durante a alimentação tende a ser repetida, num processo chamado retorno positivo (feedback positivo, em inglês). E é por isso que geralmente as comidas conforto são as mesmas para as pessoas. Ou seja, há quem goste de quindim-conforto outros de chocolate-conforto, outros de pãozinho-quentinho-conforto. 

E você, tem alguma comida conforto?

#EndocrinologiaEmDia #Saúde #Alimentação#ComidaConforto

Eles podem ser os vilões da sua dieta e você nem sabe!

estragando a dietaNós separamos 3 escolhas de alimentos para você ficar de olho!

1) Molho de salada: Molhos de salada cremosos ou à base de óleo podem ser muito calóricos. E eles transformam a sua opção pela salada na hora do almoço em uma armadilha… cada colher de sopa de molho Caesar, por exemplo, tem cerca de 80 kcal o que equivale quase a 2 fatias de pão light.

2) Granola: apesar de saudável a granola pode ser muito calórica. 100 gramas, a depender do tipo da granola podem chegar a ter 400 kcal. Por isso, fica a dica de sempre ler a informação nutricional da embalagem.

3) Chá gelado: a depender do tipo de chá gelado, ele é adicionado de carboidratos, para garantir o sabor doce. Neste caso, evite os industrializados e faça você mesmo seu chá gelado, que pode ser um mate com folhas de hortelã. Tente consumir sem açúcar ou adoçante, mas se não conseguir, adicione o mínimo possível de adoçante.

Fique atento e não saia da linha!

O que fazer para ganhar massa muscular?

massa muscular Muitas pessoas querem ganhar massa muscular mas não sabem bem por onde começar… nós do Endocrinologia em dia separamos algumas dicas para você, confira:
1) Eu preciso mesmo? O primeiro passo é saber sua composição corporal, para saber se você realmente precisa ganhar massa muscular e o quando você precisa ganhar.
2) Comece por exercícios de resistência: musculação, pilates… são atividades de força muscular. O desenvolvimento dos músculos só acontece através de estímulo de força, para que as fibras musculares sejam levadas a se multiplicarem e a crescerem. O seu educador físico pode te ajudar a escolher o melhor exercício para você e como trabalhar melhor os grupos musculares, sem o risco de lesões.
3) Eu preciso tomar proteína? Um engano comum é aquele de acharmos que para ganhar músculos precisamos tomar suplementos de proteína. Isso não é verdade. O uso dos suplementos de proteína só está indicado naquelas pessoas que comem pouca proteína ao longo do dia e para saber isso é preciso calcular certinho. O nutricionista é o profissional indicado para responder esta pergunta. Mas, na grande maioria das pessoas, basta manter a alimentação normal, com o consumo de carne, peixe, ovos ou frango. O próprio corpo se encarrega de direcionar a proteína que você ingere pra formar massa muscular.